Blog

A Síndrome do “Eu mereço!”

By 1 de março de 2018 No Comments

Alguma vez você já ouviu essa expressão ou a utilizou para justificar suas próprias decisões?

Trabalhamos duro todos os dias e é natural que em alguns momentos venha aquela sensação de esgotamento, angústia, aquele vazio que precisamos preencher com algo.

Neste momento você precisa de uma recompensa e gastar seu dinheiro é algo que parece ser o melhor a se fazer.

O diagrama da foto explica parte desse movimento.

A grande questão é que a expressão “Eu mereço” lhe dá motivos para comprar qualquer coisa, mesmo aquelas coisas ou experiências que não lhe trarão nada em troca.

Sim, claro! Você merece mesmo. Afinal você trabalha duro e quer conquistar as coisas. Mas não é isso que está em discussão aqui.

O ponto é, você merece muito mais do que isso!

Muitas vezes não conseguimos nos afastar desse momento para termos uma avaliação fria sobre aquela compra e respondermos a nós mesmos o que realmente aquilo nos dará em troca.

Na verdade, você dificilmente conseguirá tomar qualquer decisão diferente naquele momento que estiver para baixo, prestes a fazer uma compra, a menos que… saiba exatamente aquilo que quer.

O que isso significa: saber o que você quer e ter isso muito claro na sua mente, funcionará como o freio que você precisa para brecar qualquer gasto desnecessário.

Imagine que você está juntando dinheiro para trocar de carro, fazer aquela viagem ou comprar um apartamento novo. Todos os meses você separa um pouquinho para algum desses objetivos.

Essa passará a ser a sua maior recompensa, e não mais algo imediatista.

De qualquer forma, é preciso sentar, montar seu planejamento e colocá-lo em prática.

No entanto, uma vez que faça isso, você estará livre e ficará encantado com o que acontece quando conseguimos sair do ciclo do “eu mereço, eu preciso”.

Você enxergará sua vida de um anglo completamente novo.

Lembre-se, você não precisa necessariamente de nada e nem tem que ser refém das suas escolhas!

Faça algo que possa realmente preencher a sua vida.

Um grande abraço!