Blog

A Técnica do Orçamento Base-Zero

By 18 de outubro de 2017 No Comments

Aqueles que trabalham em empresa podem estar mais familiarizados com o termo Orçamento Base Zero, pois é uma tática utilizada no mundo corporativo para eliminar gastos desnecessários.

A técnica funciona e é bastante utilizada por empresas conhecidas por terem seus custos enxutos ao extremo, como é o caso da Ambev.

O bacana dessa história é que você pode utilizar a mesma técnica na sua vida financeira pessoal.

Isso pode te ajudar a eliminar alguns gastos de uma vez por todas, principalmente aqueles que estão ali por força da inércia, ano após ano, sem que você se de conta que não precisa deles.

Clique aqui para baixar o arquivo de apoio. Funciona mais ou menos assim:

  1. Coloque na primeira linha a sua renda mensal líquida;
  2. Agora vamos começar a listar os gastos. Vamos começar apenas listando todos os destinos do dinheiro, sem colocar nenhum valor por enquanto, ok?  Coloque como primeiro item da sua lista a categoria “Investimentos”. Eu sei, eu sei, talvez isso não caiba no seu orçamento hoje, mas é aí que essa técnica começa a ficar interessante.
  3. Logo abaixo procure listar todas as suas categorias de gastos, ainda sem colocar nenhum valor, somente os nomes das categorias (ex.: escola, aluguel, supermercado e etc). Liste tudo o que seja necessário.
  4. As parcelas das dívidas e financiamentos também precisam estar ali, se for esse o caso.

Note que até esse momento, o único valor que aparece na sua planilha é o da renda líquida. Pois bem, a soma dos seus gastos não pode ultrapassar a renda líquida.

Certo, agora vamos começar a preencher com os demais valores.

A primeira linha que você vai preencher é a do investimento. Normalmente as pessoas tratam o investimento como a “sobra”. Quero que você inverta essa condição e se garanta primeiro.

Quanto você gostaria de separar todos os meses (sugiro algo entre 3% e 10% da sua renda, se conseguir mais, melhor)?

Agora você precisará fazer a conta de chegada. O que você vai fazer com a renda que sobra depois da parcela dos investimentos? O que realmente é prioridade na sua vida? Será que aquela tv a cabo de R$ 500,00 é tão importante assim?

Faça o exercício e depois me conte como foi.