Blog

Viver de renda é um sonho real

By 18 de abril de 2018 No Comments

Depois da crise que enfrentamos no Brasil nos últimos anos, esse papo de viver de renda virou praticamente uma lenda.

Se acrescentarmos o fator da queda recente da selic para os atuais 6,5% a.a., acabamos de jogar um balde de agua fria no projeto de muitos brasileiros esperançosos por aí. Afinal, como é possível viver de renda com uma remuneração tão baixa do capital, não é mesmo?

Sim, de fato não temos mais aqueles juros estratosféricos. Tenho muitos clientes que ainda carregam em suas carteiras investimentos da época de juros de 17% ou 18% ao ano. Bom para eles.

Por outro lado, é importante ressaltar que sim, viver de renda é um sonho real, apesar da crise, da taxa atual da selic ou de qualquer outra desculpa que encontre para não poupar aquilo que precisa ser poupado.

Como primeiro passo, você precisa determinar como calcular quanto você precisa para poder pendurar as chuteiras.

É uma continha relativamente simples:

Vamos supor que você precise de R$ 10.000,00 mensais na sua aposentadoria. Lembre-se, quem define esse valor é você.

Minha sugestão é que encontre um valor que seja realista, não muito distante da sua realidade hoje.

Renda anual / Retorno real = Montante necessário para a aposentadoria

(R$ 10mil x 12 meses) / 4 por cento = R$ 3 milhões

Primeiro, de onde vem os 4% de retorno real: 4% é a rentabilidade real esperada na sua aposentadoria. Alguns preferem ser mais conservadores e trabalham com uma rentabilidade de 3% do investimento lá na frente. Quanto menor a idade pretendida para a sua aposentadoria, mais conservador nessa taxa você precisa ser. Mas lembre-se, tem que ser a rentabilidade real do investimento, pois iremos manter o principal.

Certo, mas quanto eu precisaria poupar para alcançar esse número?

Vamos supor que você tenha 20 anos até a sua aposentadoria e consiga a mesma rentabilidade de 4% nos seus investimentos durante o prazo de acumulação.

 

 

 

 

 

 

Tem muita gente que desiste neste momento, ao ver um número tão grande. Calma, desistir do número e esquecer a sua aposentadoria não vai te aproximar dela.

Ter um plano significa antes de mais nada pensar em estratégias para alcançá-lo. Se o valor de poupança mensal ficou muito alto, você tem algumas opções:

  1. Aumentar o prazo. Talvez você precise de mais tempo para se aposentar. Pode ser triste essa notícia, mas ao menos é realista.
  2. Já que tem prazo, você pode buscar uma melhor rentabilidade para os seus investimentos, se expondo um pouquinho mais. Aqui vale a ressalva da necessidade de buscar investimentos com baixos custos também. Fique atento aquele fundo DI que tem no banco, ou aquele investimento automático. Cada ponto percentual conta!
  3. Você pode reduzir o valor da sua renda mensal na aposentadoria. Não é o que aconselho, pois a estatística mostra que o valor que precisará na sua aposentadoria é algo muito próximo ao que precisa hoje. Alguns gastos diminuem, mas outros aumentam. Não se engane.
  4. Você pode enxugaro seu orçamento para fazer caber a parcela da aposentadoria

Vamos ver como ficaria o valor da sua aposentadoria com um novo cenário de mais prazo, mantendo os R$ 10mil pretendidos e o mesmo retorno anual:

 

 

 

 

 

 

Neste novo cenário, você precisaria de R$ 1.579 mensais para atingir o seu alvo. Aqui entra o 4 ponto que comentei acima. Talvez seja a hora de mexer no orçamento e fazer encaixar esse valor.

Tudo isso para dizer o seguinte: tome as rédeas do seu plano de aposentadoria. Ninguém fará isso por você.

Hoje talvez você ainda tenha tempo para mexer com os prazos, a rentabilidade e orçamento.

Quanto mais você deixar o tempo passar, menores serão as suas possibilidades, e no final restará apenas a opção de viver com menos.

Portanto, tome uma decisão hoje mesmo.

Um grande abraço,

Marcelo